quarta-feira, 15 de maio de 2013

*Bis*

Enquanto vivi em França, eu era daquelas pessoas que, fosse qual fosse a equipa portuguesa que jogasse nas competições europeias, apoiava-a pois eram os representantes do meu país. Deixava de existir clubismos o tempo de um jogo. Sofria, torcia e sentia orgulho se ganhassem ou chegassem mais longe nas provas. O emigrante é mesmo assim,  eu ansiava para que ganhassem e desse modo pudesse gabar-me diante dos franceses do quanto valiam os nossos jogadores...

A coisa mudou totalmente de figura quando vim viver definitivamente para Portugal. Cheguei cá e deparei-me com uma realidade bem diferente; era eu a dizer o que citei mais acima e as pessoas (na sua grande maioria benfiquistas) a dizerem que nem lá fora nem cá dentro apoiavam o Porto. Nunca. Ponto. Depois de ouvir constantemente isso e mais, não há paciência que aguente, ganhei um odiozinho de estimação ao Benfica. E ao Sporting. Mas esses, enfim, nem comento que não gosto de bater no ceguinho.

Por tudo isso e muito mais, hoje não sinto pena do Benfica ter perdido. Na-da. No fundo, o máximo que consigo sentir é a desilusão dos nossos emigrantes por esse mundo fora pois não há de faltar gente para gozar com a derrota dos portugueses. 

Sem comentários: